16 janeiro, 2012

Carta não entregue.


Ela começou a escrever. Nada certo até então, mas as palavras foram tomando sentido. "E eu sempre vou te amar, entendeu? Não importa se estamos juntas ou separadas, longe ou perto. O meu coração sempre vai te pertencer. E não pense que eu gosto disso, de ser tão dependente de você, porque eu odeio precisar tanto de você. Mas o amor é maior que essa raiva. E se algum dia você duvidar do que eu sinto, lembra-te das nossas conversas, e de todas aquelas vezes que eu te chamei de idiota... Porque quando eu dizia idiota, eu estava gritando que te amava, ou das vezes que eu disse eu te amo, eu não sou de dizer eu te amo para quem eu não sou dependente. E quanto as brigas, as lágrimas e aos términos... Esquece tudo isso, e lembra-te somente das partes boas, tá? Daqueles sorrisos que eu tirei de você, das horas falando uma com a outra, dos sorrisos que você conseguia me tirar, dos olhares encontrados, dos lábios mordidos." Algumas lagrimas caíram, o coração dela estava apertado, pois as lembranças tomaram sua mente, eram lembranças boas, elas ainda faziam seu estomago sentir borboletas, mas doía pensar que nada daquilo poderia voltar. Mesmo assim ela continuou. "E agora eu deixo você seguir em frente, porque eu sei que eu nunca vou ser o melhor para você. Eu nunca vou cuidar de você, como você merece, nunca serei como aqueles outros. Mas mesmo assim, te amando tanto, eu sei que preciso te deixar ir, deixar você escolher. E bebê, meu bebê, eu te amo, tá ?" E mesmo sabendo que ela não era mais seu bebê, que aquela carta provavelmente não chegaria ao seu destino e que jamais sentiria isso por outra pessoa ela perfumou a carta, leu novamente e sem quer derrubou algumas lágrimas manchando o canto com a data. e a guardou em uma gaveta, junto as outras cartas, todas destinadas a mesma pessoa.

2 comentários:

  1. Nossa que lindo. triste, mas lindo e romântico *-*'
    Adorei!!

    Ahh e gostei do jeito como fez teu perfil rs

    ResponderExcluir
  2. Se quiser apague:
    Só queria deixar separado meu blog, visite quando quiser, quando puder.
    Cada dia tem uma coisa diferente, eu espero muito mesmo que você goste!

    http://kernstorge.blogspot.com

    ResponderExcluir