20 setembro, 2011

Vento de duvidas


Lá estava ela sentada pensando, quanto tempo teria de esperar até resolver seu problema, quando a garota viria e lhe daria a esperada resposta. A impaciência lhe acelerava o coração, provando que ainda tinha um, apesar de tudo.
O pulso enfaixado e os curativos na perna estavam ardendo como nunca, a dor da lamina voltara para lembrar-lhe que a vida já não satisfazia tanto quanto antes. Agora estava frio ou pelo menos era o que parecia ao julgar as pessoas colocando seus casacos, mas ela já não sentia mais nada nem frio, nem calor, quem dera amor ou felicidade.

15 setembro, 2011

Razão de ser

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?

Paulo Leminski
(1944-1989)

Muitos tentam escrever


Muitos tentam escrever sobre amor,
mas não sabem relatar sua dor.
Muitos tentam escrever sobre o ato de beijar,
mas se esqueçam do ato de acariciar.Muitos querem escrever sobre a vida,
mas esquecem de como ela dever ser vivida.
Muitos tentam relatar momentos marcates.
e se esquecem que a vida é marcada de instantes.Muito querem escrever sobre Deus,
mas esquecem que acabaram virando Ateus.
Deus não se descreve, Deus é amar.
e sentir no próximo a vonte de abraçar.O dom de escrever está em relatar
momentos que a vida nos faz sonhar.
Palavras não têm significado
se os sentimentos não forem justificados.


Welson Santos

08 setembro, 2011

Querido Garoto do outro lado do papel,

Estou a 3 horas olhando para a pagina do meu tumblr esperando as palavras para escrever-lhe, na verdade estou a um dia inteiro esperando, mas não consigo fazer-lo, não consigo nem ao menos pensar direito. Eu preciso agradecer, mas não sei como, eu preciso pedir, mas não tenho coragem, eu preciso de você do meu lado, mas atrás de tanto desejo sempre tem um medo, será, pois então, que atrás de um medo tem um desejo? De todos os medos creio que este seja o mais forte, só de pensar começa a doer, dói o coração, dói a alma, dói levemente a cabeça, mas só porque me vem a sua voz dizendo "mas que absurdo, que coisa idiota.” Me vejo sozinha chorando, ao lado sua sobrinha contida em seu mundo interior, olho para frente e vejo todos os seus antigos amigos, me recordo de alguns, mas não consigo prestar atenção, dói demais, sua família e seus irmão em volta de algo que me parece um caixão preto, eu procuro por você, mas não esta em lugar algum, começo a me desesperar,onde você esta? Porque não esta do meu lado? Prometeu que sempre estaria lá. Volto ao rosto de sua sobrinha, ela parece mais velha, uns 8 anos mais velha, me olho em um espelho e eu também estou mais velha, vou até o caixão, imediatamente começo a chorar, nada me assusta mais que ver aquela imagem, você esta no caixão, começo a correr e tudo fica escuro, o cenário muda estamos juntos, caminhando você sorri então tudo apaga sinto uma forte pancada na cabeça e acordo assustada, nada passara de um sonho e, mesmo já sendo esta a segunda noite, esta tudo bem. Estou com medo, quero você do meu lado, quero ter certeza de que esta aqui, de que não me deixou. Prometa-me que tudo ficará bem daqui 8 anos.


"Você pode contar comigo como 1 2 3 Eu estarei lá E sei que quando eu precisar, posso contar com você como Quatro, três, dois E você estará lá Porque é isso que os amigos devem fazer" - Bruno Mars